Sexta-feira, 17 de Julho de 2009

Não Fujas - Capítulos 12 & 13

Hallo schatzi's!

Bem, já mudei a música, não acho que seja das melhores, mas enfim...

Tinha-me esquecido de dar as boas-vindas às meninas novas, desculpem, a minha cabeça já está cheia de pó-aspiradores-esfregona-cansaço. Eu postaria ou hoje ou no Domingo, vou postar hoje para no Domingo me levantar e ter miminhos ^^

Tenho os meus olhos inflamados e vermelhos, é sempre assim quando tento não os fechar para não adormecer xD

Bem, vou deixar-vos o capítulo e ir arrumar o quarto. Amanhã tenho que apanhar o comboio às 7h53m e quero deixar o meu quarto arrumado. Mas amanhã vou chegar a casa estoirada, mais vale nem dormir --'

Hoje estive a ver os dois vídeos mais conhecidos da Lady Gaga, eu não acho a mulher sexy nem por nada deste Mundo, mas mesmo assim gosto da dinâmica dos videoclipes dela xD

Isto fez-me lembrar a outra:

- Esta gaja é bué gira.

- Ela é lésbica.

- Ham... A sério?

- Sim, e tem namorada.

- Bolas. Então... Olha! Não é gira nada.

E fez-me lembrar quando sonhei (...) é melhor não dizer xD Quando sonhei com o paraíso de muitas e muitos *baba*

Alguém me perguntou pelo Bill e pelos outros: Amor, nesta Fic não aparecem. Apenas: Tom, Camilla, Sam, Simone e Guilherme :D

Espero que não se importem ^^

Domingo, actualizo-me .-.

 

With love,
Dahlie xxx

 


 

Não Fujas - Capítulo 12

 

- Tom Kaulitz

 

         Semanas passaram e eu continuo a viver com a minha decisão e a martirizar-me se fiz mesmo a escolha certa.
         Mais uma vez a minha mãe traz a Sam cá a casa, parece que ela veio ainda jovem para a Alemanha e sozinha. Continuo sem perceber por que é que a minha mãe a traz cá a casa e por que é que a Sam se dá ao trabalho de falar comigo. A única mulher que eu quero ouvir é a Camie!
            - Queres sair, Tom?
            - Desculpa?
            - Não sais de casa, não te divertes… Vamos dar uma volta.
            - Não me apetece.
            - Sai um bocado, filho, a Sam tem razão.
         Eu nunca lhe dei confiança nenhuma, não gosto dela. Não quero sair de casa. Quero ir ter com a Camie e pedir-lhe desculpas por ser como sou.
         - Ok. Vamos lá, então.
         Segui em direcção à porta para a abrir, saindo logo de seguida sem ter o gesto cavalheiresco ‘as senhoras primeiro’, não estava ali para aturar a Sam nem para me divertir com ela, apenas para sentir um pouco de ar fresco à minha volta e repisar novamente no assunto que ocupa a minha cabeça diariamente desde há muito.
            - Vamos a um bar?
            - Como queiras.
         Segui-a três passos atrás enquanto ela me encaminhava para um bar novo ali da zona.
         Mal entrámos e ela começou a ter o controlo da situação, como se mandasse em mim. Eu não o queria permitir, mas estava a minha mente estava num estado tão lastimável que aceitei de bom agrado todas as bebidas que ela pediu uma e outra vez, para mim e para ela.
         Cada golo que dava refreava a garganta para depois a queimar. Cada gotícula de álcool que entrava dentro de mim em vez de ir para o estômago era como se fluísse até ao cérebro activando apenas uma parte dele, a parte onde habitavam as palavras, destacando a que tinha maior valor: Camie.
         Avivava dentro de mim memórias que passavam à frente dos olhos como se estivesse nos bastidores. Se calhar já estava a delirar, não tenho bem a certeza.
         Durante longas horas, talvez apenas minutos, não sei bem, não senti nada, apenas mordidelas e alguma coisa a roçar nos meus lábios, sentimentos vagos. Algo dentro de mim estava a provocar-me a dor mais profunda, atrevo-me a dizer que é o meu coração.
         Acordo, um novo dia. Mas algo não está bem. Não era possível ter uma mulher a dormir ao meu lado, e muito menos nua. As mordidelas, o roçar nos meus lábios, a dor de coração…
         Eu não acredito que me envolvi com a… Sam? Mas o que é que me deu? Eu não posso ter feito isto à Camie, não, não é certo. Eu quero a Camie, não a Sam!
            - Sam! Sam!
            - Hum, Tom?
            - Que é que estás aqui a fazer?
            - Então, Tom? Tivémos a melhor noite das nossas vidas?
            - Nossas vidas?! Estás-te a passar? O que é que aconteceu?
            - Fizémos sexo.
            - Eu e tu?!
            - Não gostaste, foi?
            Agora que penso melhor, não gostei mesmo nada! Nem sequer me lembro da noite, talvez seja melhor assim, mas de uma coisa tenho a certeza, nada se compara ao desejo que sinto pela Camie.
 

Não Fujas - Capítulo 13

 

- Tom Kaulitz

 

            Três meses se passaram, o meu filho tem agora seis meses de gestação.
         Mais uma vez decido ir até a um bar com a Sam, não sei como, mas ela convence-me sempre a ir a um bar, e bebemos, bebemos bebida atrás de bebida, até dar por mim a chorar, mais uma vez e a lamuriar a minha escolha.
            - Camie… Eu quero voltar para ela…
            - Tom, lembra-te, foste tu que tomaste a decisão, provavelmente ela já não te quer ver mais à frente.
            - Eu quero que ela me perdoe…
         A minha voz soou arrastada, a minha lucidez já não era perfeita, já não sabia o verdadeiro significado do que me diziam.
            - Já não podes desfazer o teu erro, agora ficas comigo.
            - Achas mesmo que ela já não quer mais nada comigo?
            - Eu não te quero pôr ainda mais triste, Tom.
            - Podes dizer a verda--
            - Eu encontrei-a no outro dia ao pé do hospital e ela estava acompanhada de um homem, não sei se eram amigos ou não, apenas reparei que eram muito próximos, e ela estava feliz.
         Não falei mais, não tive mais nenhuma reacção. Amaldiçoava a minha escolha, a minha decisão, a decisão que estragou tudo. Apenas me mexi quando a Sam me apoiou para acompanhar a casa e, consequentemente, para me deitar na cama.
         Estou deitado na cama com alguém ao meu lado, alguém desconhecido para mim. Não faço a mínima do que se passou. Agora nunca me lembro das minhas noites, mas continuo a acordar com a Sam ao meu lado.
         Acho que é altura de ir falar com a Camie, dizer-lhe que estou feliz com a Sam – será que estou mesmo? - E dizer-lhe que ela deve ser feliz com o namorado novo.

 

Sentimento .: Chega para saberem? xD
Música .: The Hell Song - Sum 41

Escrito por . (inactivo) às 20:48
| Comenta .
Quem me me fez sorrir .:
De Ritiik a 17 de Julho de 2009 às 21:20
Hey!
Eu acho que a pessoa com quem a Camie estava era apenas amigo.
o Tom esta a ser brutaleco 8'D
Nao se decidem, olha, azart, e viva o sexo xD
Maaais
Beijinho *


De Strawberry a 17 de Julho de 2009 às 21:44
A SAM É UMA BITCH! (Peço desculpa, mas tive de me revoltar!)
eu gostava mais da outra música T-T
Eu acho que ele devia ir falar com a Camie, resolver tudo e voltar para ela e ficarem juntos :C
E eu é que mando! xD

Quero mais, mais, mais *--*

Beijinhoos.


De cαtch a 17 de Julho de 2009 às 21:54
Essa Sam pensa que é quem? O Burro d'álem? --'
Parva -__-
EU QUERO QUE O TOM E A CAMIE FIQUEM JUNTOS :O
E a Sam estava a inventar em relação ao homem certo? Ou não?
Tens de postar Dahlie :O Se faz favor ^^

Beijinho. :)


De cαtch a 17 de Julho de 2009 às 21:54

Assinado: Cê Kápa.


De Sαphirα a 17 de Julho de 2009 às 22:30

Nunca desejei tanto que fosse domingo!!!
Gosto TANTO desta fic!! *-*

Eu não acredito que agora ele vai dizer-lhe que está feliz com a Sam! Tipo, não está nem nunca vai estar!! -.-"
Pronto, já me acalmei xD

Guilherme é o nome do rapaz que estava com a Sam ou do bebé? :D

Ai, outro duplo, sff #.#

Kisses ******************


De Summer. a 18 de Julho de 2009 às 02:13
ohh ,esta sam -.-'
É cabra mesmo u.u
O Tom tem de ficar com a Camie >.<

xoxo


De nana a 18 de Julho de 2009 às 13:38
hello!!!
eu axo k exa sam ta a inventar td...
e uma grande cabra...
eles te k ficar juntos...
eles ama-se a serio...
e vao ter um filho k é prova dexe amor...
posta mais...


De tOkiO_hOtel_4ever* a 18 de Julho de 2009 às 17:00
EU ODEIO A SAM u.u

ta' na lista negra u.u

mto prOvavelmente ela ta' a mentir em relaçaO aO amigO u.u

mais tim?! ^-^

beijOz*


De elly-ana a 18 de Julho de 2009 às 20:32
eu vou espanca-lo...

o que raio lhe deu??

passa-se o gajo...

postaaa

beijinhos*****


De Joanne a 18 de Julho de 2009 às 21:15
* Joana aparece sorrateiramente, faz um aceno com a mão e esconde-se depois cheia de vergonha *
Perdoa-me Dahlie por ter falhado tantos capítulos! Ai, shame on me :c Não deu mesmo, exame e tal, depois uma pessoa só quer é dormir e dormir xD  Mas sabes que acabo sempre por me vir actualizar, eu não perco esta fic por nada deste mundo!
Fiquei triste, estive a ver muitos capítulos ao mesmo tempo e apanhei muita informação. Ora eu não os percebo, sinceramente! Se ele gosta dela, se a ama e se só a quer a ela, então que vá falar com ele de uma vez por todos. Ele criticou-a por ela ter medo de falar com ele, mas ele está precisamente a fazer a mesma coisa. Eu acho que afinal não é so ela que é insegura, ele também é. E agora arrependeu-se.
Não percebo o que é que essa cabra da Sam quer?! Passei a odeiá-la --. E a Camie estava com uma amigo de certeza, não era namorado. Mas essa estúpida que não fosse meter veneno ><
Resumindo: Estas vidas são mesmo complicadas xD Ninguém sabe o que quer. Deus (ou lá quem seja) me livre de ser adulta xD É por estas e por outras que eu prefiro ter um cão a um homem! LOL isto pode soar mal mas é muito verdade. Homens são todos mas todos iguais. Bebem um copo e já estão na cama com outra --.
E agora se faz o favor eu queria ler mais para ser a primeira a comentar sim? ^^. Mais uam vez desculpa :c
Beijinho
Testamento para compensar ._.

 


Comenta .

Dahlie .


Perfil .

Adiciona .

. 30 seguidores

Recente .

Hey!

Não Fujas - Capítulo 18

Não Fujas - Capítulos 15 ...

Não Fujas - Capítulo 14

Não Fujas - Capítulos 12 ...

Não Fujas - Capítulo 11

Não Fujas - Capítulo 10

Arquivo .

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009